Blog

O que gera o engajamento entre as pessoas?


17/12/2018

Já disse algumas vezes que nós precisamos servir as pessoas. E para que haja engajamento mútuo, basta que um sirva ao outro, correto? Em partes, sim. Mas precisamos ter compreensão ampla do conceito de servir.

Como você sabe que está servindo alguém?

Servir é muito mais do que ajudar, consolar ou estender a mão. É estar ao lado de alguém que você gosta realizando o seu sonho como se fosse seu também. É vibrar na mesma intensidade das suas realizações e compreender que ambos possuem direito de crescer, evoluir e realizar os seus sonhos. É desejar o que o outro deseja.

Engajamento é se envolver e torcer que o outro conquiste aquilo que deseja, como por exemplo, o filho ser promovido no emprego. Essa torcida é verdadeira, como se o resultado fosse realmente seu.

Agora vejamos, se a sua esposa consegue um forte destaque no trabalho e começa a crescer mais e mais na empresa, tendo que viajar, ficar além do horário, etc. E você está numa pressão grande no emprego, os resultados não estão vindo e isso está sendo muito frustrante para você.

Como você lida com essa situação? Consegue se engajar com o sucesso da sua esposa nesse contexto? Não se envergonhe por sentir um desconforto com essa situação, isso é normal. Sempre queremos viver uma situação semelhante ao outro, mas às vezes não é possível.

Mas é possível você estar engajado com o outro mesmo estando fragilizado sim. Para isso, é necessário que o casal esteja alinhado e engajado com um sentimento maior – a união e a realização da família.

É impossível manter o engajamento com o outro se a cada oportunidade vocês se agridem pela situação alheia. É preciso que haja união, compreensão e contribuição. Isso é servir.

Engajamento é querer e torcer pelo melhor do outro, é estar ao seu lado e ajudar a evoluir, sempre. É ter um sentimento mútuo de realização.

E isso vale também para o seu ciclo de amizade. Com quantas pessoas você realmente se engaja? E quantas pessoas você acredita que estão engajados com você?

As pessoas se aproximam de quem torce por elas, pois podem compartilhar seus desafios e vitórias sem problema algum. Quantas pessoas dividem isso com você? Será que você é aquela pessoa que vale a pena conviver? Que torce pela felicidade do outro? Pense nisso.

Um grande abraço,
Ale Prates

Comentários