Blog

Como o educador executivo pode se diferenciar no mercado?


05/06/2019

Nunca tivemos no país tantos profissionais com graduação como temos hoje, acontece que as organizações não precisam apenas de pessoas estratégicas em seu quadro de colaboradores, é preciso também de pessoas que executem. No entanto, quanto mais conhecimento uma pessoa adquire, menos ela se permite atuar em funções que não condizem, a seu ver, com o seu status profissional.

Independente se você quer realizar palestras, cursos, mentoria ou treinamentos, é preciso se diferenciar no mercado. Para se destacar, você precisa ter um “algo a mais”. Dessa forma, você conquistará as melhores oportunidades. Caso você não tenha esse “algo a mais”, precisará se desenvolver rapidamente, principalmente se você deseja se tornar um Educador Executivo

O seu diferencial é realmente aquilo que você oferece como diferencial. O que eu vejo muitos palestrantes errarem, é que eles tentam copiar. Eles tentam ser uma cópia de outras pessoas e dessa maneira eles nunca vão conseguir ter um diferencial.

Você precisa se perguntar: “O que eu enxergo de diferente em mim?”

Imagina que a empresa vai te contratar e ela tem mais duas outras propostas. O que você enxerga de diferente para ela te contratar?

Você não precisa mentir e enganar ninguém. Você precisa mostrar seus diferenciais verdadeiros e entregar isso! O nosso diferencial tem que representar a verdade e aquilo que você faz. Por exemplo, customizar uma palestra para falar a linguagem do público, boa performance nas apresentações, qualidade nos materiais e acessibilidade são os meus principais diferenciais.

Você tem que aprender a encontrar o seu diferencial também! E principalmente, entregar o seu diferencial. Porque é isso que as organizações querem.

Deixa eu te apresentar outros cenários que o Educador Executivo precisa ter para se diferenciar no mercado:

Capacidade técnica acima da média: Geralmente adquirida pela interação entre teoria e prática. Um profissional pode se destacar no mercado por ser brilhante nos fundamentos da sua profissão. Por exemplo, de nada adianta um economista ter capacidade de relacionamento, se ele não conhecer o movimento do mercado financeiro, a ponto de organizar e aumentar as riquezas da empresa.

Capacidade Empreendedora: Muitos profissionais deixam sua área de formação para se dedicar a liderança e conseguem grandes resultados! São pessoas que descobriram uma grande aptidão para liderar pessoas e que se desenvolvem constantemente para isso. Um líder não precisa ser o mais genial tecnicamente e nem é somente isso que o mercado precisa. O mercado precisa de profissionais que sejam estrategistas e que saibam engajar equipes para obter resultados.

Capacidade de execução: Precisamos de pessoas que façam acontecer, que seja capaz de trazer resultados, aliando a capacidade técnica e a capacidade estratégica. Em uma área comercial, por exemplo, precisamos do cara que pensa estrategicamente, mas precisamos principalmente, daquele profissional que visita o cliente, negocia e fecha a venda. O profissional que tiver a capacidade da execução, com inteligência, é claro, colherá grandes resultados.

Capacidade estratégica: Uma capacidade nada simples, pois depende de um conjunto de habilidades como visão sistêmica, obsessão por aprender e o desejo de manter-se antenado com o mundo e principalmente, uma enorme facilidade de conectar as coisas. É capacidade de analisar os cenários e pensar a longo prazo.

Qual é a sua capacidade? No que você tem mais facilidade e paixão? Seja verdadeiro, é desta forma que o Educador Executivo e qualquer outro profissional se destaca no mercado!

Se você sabe os seus diferenciais e, mais do que isso, sabe que pode entregá-los nas organizações para contribuir que carreiras, negócios e vidas alcancem o potencial que merecem, faça sua candidatura na primeira turma do curso de Formação de Educadores Executivos. As vagas são limitadas, então não perca esta oportunidade. Candidate-se AGORA!

Comentários