Blog

As cinco verdades que os gurus querem que você acredite


01/10/2018

Saiba filtrar o que você lê, assiste e ouve.

Os grandes gurus da motivação ganham, cada dia mais, audiência e espaço nos veículos de comunicação. Algumas de suas teorias e são transformadas em verdades absolutas, provocando em sua audiência uma grande expectativa de transformação. Mas nem sempre essa expectativa se torna realidade.

Não me entenda mal! Não acho que você deve ignorá-los totalmente, mas sim, aprender a filtrar tudo o que você lê, ouve ou assiste.

Enumerei algumas dessas “verdades” e vou te explicar porque você deve pensar bem antes de aplicá-las em seu dia a dia.

Primeiro – “Sua vida não vai mudar em uma final de semana”.

Os grandes resultados podem não chegar em um final de semana. Mas o que muda sua vida de verdade é o seu engajamento, que é o que define se você vai alcançar seus objetivos ou não. Engajamento dá muito trabalho e exige método, intensidade e frequência, em vez de andar em brasas, gritar e participar de uma corrente de abraços.

Segundo – “Mire nas estrelas e…”

Muitos jovens são seduzidos pelas promessas de resultados imediatos, ascensão meteórica, valorização recorde…São iludidos por pessoas que pregam o conceito de “mirar nas estrelas e conquistar o impossível”.

Evite frustrações, não mire nas estrelas, foque no próximo passo. Quer pensar grande, tudo bem, mas isso não levará você a lugar algum, se você não investir seu tempo e energia, de fato, no presente. Isso é participação, engajamento.

Terceiro – Quando você quer alguma coisa, todo o universo conspira para que você realize o seu desejo.

A cada quarta-feira e sábado, milhões de brasileiros depositam canalizam sua fé (ou fezinha) na Mega Sena. Por essa lógica, será o premiado do dia aquele que desejar mais. Mas o universo não conspira a favor de quem apenas deseja, o universo conspira com quem faz, quem participa.

Essa “verdade” me lembra aquela aplicada por algumas igrejas, que pedem para você rezar e contribuir com o dízimo, sempre com muita fé, para alcançar os seus milagres. Não alcançou? Talvez você não acreditou (ou contribuiu) o suficiente.

Você não é do tamanho dos seus sonhos, você é, e sempre será do tamanho da sua participação.

Os gurus da motivação insistem em afirmar isso, pois é muito mais fácil deixar para o acaso do que ensinar como fazer.

Quarto – Escolha um trabalho que você ame e não terás que trabalhar um único dia em sua vida.

Essa frase ajudou a construir o “Batalhão da Frustração”, um exército de pessoas frustradas que um dia  acreditou que um trabalho, seja ele qual for, lhe traria 100% de satisfação.

Eu já trabalhei com profissionais de diversas áreas, inclusive aquelas que todos acreditam que seja a profissão dos sonhos: atletas, artistas, executivos, entre outros, já tiveram os mesmos pensamentos que, vez ou outra, tomam conta da sua cabeça: dúvidas, questionamentos, cansaço, desilusões…

Ou seja, acreditar nessa “verdade” é um excelente caminho para uma vida de frustrações!

Quinto – Se você não construir o seu sonho, alguém irá contratá-lo para ajudar a construir o dele.

Tony Gaskins, autor dessa citação, que me perdoe, mas será que as únicas pessoas que realizam os seus sonhos são os empresários? E se o meu sonho é ser professor, construir uma carreira executiva ou ser um chef de cozinha? Isso não é válido?

Nem todo mundo tem competência ou sequer o desejo de abrir um negócio. Não confunda isso com falta de ambição. Existem pessoas extremamente realizadas com suas carreiras dentro de empresas e empresários frustrados por não sustentarem seu negócio como esperava.

O padrão de sucesso que esses gurus tentam criar é lindo. Só falta combinar com todas as pessoas do mundo, fazendo com que todos criem suas próprias empresas.

Se essa moda pega, quem trabalharia nessas empresas além dos donos?

Pare, olhe, escute!

Nenhuma verdade do mundo pode sobrepor-se à sua.

Pense nisso.

Quer transformar a sua vida? Então entre para a minha lista vip e receba conteúdos exclusivos!

Um forte abraço e até a próxima!

Alê Prates

 

Comentários